Artigo escrito por Dr. Fabrício Felix Carneiro - CRO/PR: 15.101

 

Há algum tempo atrás, as pessoas pensavam que aparelho ortodôntico era somente para crianças e adolescentes, e em adultos o tratamento não era possível ou muito limitado; e sempre as mesmas perguntas eram feitas pelos pacientes:

 

Vou ter que usar aquele aparelho freio de burro? Vai demorar muito? Vai doer? Sou adulto, ainda posso usar aparelho? Não dá pra tirar o Aparelho para escovar?

 

Na ortodontia moderna existem diversas maneiras de responder essas perguntas de uma forma muito mais positiva do que antes; ppções é que não faltam em relação aos aparelhos ortodônticos e quando bem indicados resolvem muito bem a queixa do paciente.

 

Os aparelhos convencionais são os mais comuns na ortodontia, aqueles que utilizam as famosas borrachinhas coloridas, requerem uma manutenção mensal e quando bem indicado, resolvem muito bem o problema ortodôntico. Pensando na estética, ao invés do metal também pode-se indicar um aparelho feito de policarbonato, porcelana ou safira, que vai deixar o cliente com a estética mais agradável, mesmo assim as manutenções regulares e as borrachinhas estarão presentes nesse caso.

 

Atualmente os mais procurados são os aparelhos autoligados, uma ótima opção pra quem não tem muito tempo de ir ao dentista, pois permitem que suas manutenções sejam realizadas com um espaço de tempo maior entre as consultas, chegando em até 10 semanas entre uma consulta e outra, mas é preciso um planejamento adequado onde o ortodontista irá determinar o tempo entre as manutenções. Além disso, esse tipo de aparelho é mais higiênico, acumulam menos placa bacteriana devido não utilizar as “borrachinhas”, facilitando assim a escovação. Uma outra vantagem de não utilizar as borrachinhas é que o atrito entre o braquete e o fio é menor, isso faz com que o tempo de tratamento possa ser diminuído entre 30 a 50% dependendo do caso. Como no caso dos aparelhos convencionais, os aparelhos autoligados também tem suas “versões” estéticas, o que deixa o tratamento ainda mais atrativo com esse tipo de aparelho. Indicados para todas as idades, como também para pacientes com estrutura óssea mais comprometida devido a utilizar menos forças, porém é necessário uma avaliação do ortodontista antes da indicação.

 

Um aparelho ortodôntico que é instalado na parte de “trás do dente” damos o nome de Aparelho Lingual, fica imperceptível aos olhos das pessoas, esse aparelho é bem indicado no caso de um apelo mais estético, mesmo assim são necessários as manutenções mensais e a fase de adaptação com o aparelho na boca é geralmente um pouco mais difícil quando comparado com os outros aparelhos.

 

Eis que surgem algumas opções no mercado que prometem dar uma reviravolta na Ortodontia: os “Alinhadores Invisíveis” são chamados assim, pois são quase que invisíveis e muito difícil de perceber o uso, são feitos sob medida. São produzidos através de softwares que permitem visualizar os planejamentos e resultados pretendidos antes de iniciar o tratamento, totalmente previsível. Com eles, você pode ter uma vida normal, podendo remover para escovar, como também se alimentar. Uma excelente opção para as pessoas que apresentaram alguma rejeição relacionada ao metal, provocando inflamação excessiva na gengiva, pois os alinhadores não possuem metal. O uso desses alinhadores deve ser regular para que o resultado do tratamento seja efetivo, cerca de 20 horas diárias.

 

Esse tipo de aparelho pode tratar a maioria das maloclusões, dependendo muito do “alinhador” escolhido bem como da habilidade do profissional que irá conduzir o caso. Dentre os aparelhos no mercado, os Alinhadores Invisíveis se destacam por serem os aparelhos mais higiênicos, pois você os remove para escovar os dentes, confortáveis, pois não machucam e você pode removê-lo sempre que necessário e estético pois são quase imperceptíveis, sendo assim uma excelente opção para o tratamento ortodônticos.

 

Existem diversas maneiras de chegar a um resultado positivo, em um mesmo caso, desde a escolha do aparelho ortodôntico, bem como dispositivos que irão auxiliar o tratamento. Acima, foram expostas algumas opções de aparelhos ortodônticos,  mas antes de escolher, deve-se procurar um profissional qualificado, onde realizará um exame clínico, pedir os exames necessários para um planejamento completo, pois cada caso tem suas particularidades e o tratamento deve ser personalizado, somente assim o tratamento será realizado com sucesso.