É a especialidade que cuida da parte interna do dente, popularmente conhecido tratamento de canal.

 

O tratamento é feito na parte interna do dente, ou seja, no canal. Trata-se da extração da polpa, também chamada de tecido mole. Esse tecido pode estar inflamado, infectado ou até mesmo morto, dependendo do estágio que a inflamação se encontra. Após essa remoção, o endodontista preenche o canal com a obturação. Isso nada mais é do que uma placa que irá proteger a abertura feita de outras infecções e bactérias. Assim, mantém a funcionalidade e estética do dente.

 

O tratamento de canal é indicado para quem possui uma cárie profunda ou quando há alguma lesão ou inflamação no dente. Além da dor e da sensação incômoda, com o tratamento você evita situações piores. Essas situações podem envolver um abscesso, que é o acúmulo de pus na cavidade da gengiva e que pode ocasionar mais dor e lesões ainda mais profunda. Ou até mesmo a perda total do dente. Febre e inchaço também são algumas das reações para quem não realiza o tratamento.

 

Principais sintomas:

  • Dor de dente: aquela dor persistente e que é potencializada ao ingerir alimentos frios ou quentes;

  • Dor no maxilar (superior) ou na mandíbula: essa dor é reflexo da dor do dente inflamado e pode causar até dores de cabeça e de ouvido;

  • Trauma aparente: dentes escurecidos podem ser um sinal de infecção;

  • Inchaço: é comum aparecer bolhas de pus ou de sangue ao redor do dente inflamado;

  • Dificuldade para mastigar: acontece por conta do inchaço ao redor do dente;

  • Exposição do nervo: causado por alguma fratura no dente.